Make your own free website on Tripod.com
Testemunhos
Home | NOTÍCIAS DE ISRAEL | Links | Artigos Recebidos | Artigos para Estudos | Simbolos Bíblicos | Festas Bíblicas | Fotos de Israel | Holocausto | Nossa Cidade Piquete-SP | A dança bíblica | Testemunhos | Projeto 2 | Cristãos Novos | Projeto 3 | Fotos do grupo | Projeto 4 | Convite | Contato | Salmos e Provérbios | Projeto1 | Projeto 5

DEUS ESTÁ SE MOVENDO ENTRE OS ÁRABES!

                      Por Joseph Haddad

Pastor árabe de uma congregação de árabes-israelenses

 

Há apenas quarto anos, no mês de maio, quase oito mil guerrilheiros libaneses e suas famílias fugiram às pressas para Israel, através da fronteira sul do Líbano. Eles fugiram porque o exército israelense estava deixando definitivamente o sul do Líbano, e esses libaneses, a maioria com raízes cristãs – católicas - tinham lutado lado-a-lado com Israel por 25 anos. Eles tinham se aliado a Israel porque organizações terroristas palestinas, que operavam no Líbano, não apenas queriam destruir Israel, mas também aspiravam varrer qualquer traço de cristianismo das áreas que elas controlavam – neste caso, o sul do Líbano.

 

Ninguém, no mundo todo, se importava com esses libaneses cristãos – nem o ocidente e, certamente, nem a ONU. Mas, porque Israel e os libaneses cristãos tinham os mesmos inimigos mortais, eles se aliaram e o Exército do Sul do Líbano (ESL) lutou, por 25 anos, ao lado dos soldados israelenses.

 

Mas, quando Israel deixou o Líbano, esses aliados libaneses foram informados que tinham apenas algumas horas para fugir somente com a roupa do corpo. Se ficassem para trás, estavam arriscados a morrer. Ou, no melhor das hipóteses, passariam longos anos na prisão. Porém, no decorrer do tempo, quase 6 mil pessoas voltaram lentamente para o Líbano e muitos deles estão cumprindo pena na prisão. Os que permaneceram aqui em Israel crêem que é muito perigoso retornar para sua terra natal. E um grande número deles vive em Nahariya, em Israel, onde abrimos uma congregação árabe-libanesa. E por causa desses preciosos libaneses que ainda estão no nosso meio e que perderam sua terra, casas e propriedades, Deus está se movendo em seu meio poderosamente. Deus tem um destino para eles. Não foi por coincidência que eles cruzaram a fronteira naquele dia longínquo. Deus os trouxe para Israel para que Seu Filho, Yeshua,  fosse revelado a eles como Senhor e Salvador pessoal; e para enchê-los com o precioso Espírito Santo. Ele os trouxe aqui para libertá-los de suas antigas amarras, uma vez que estavam presos a vários tipos de falsa adoração que, como cristãos nominais, haviam herdado de seus antepassados.

 

Eu creio que a razão pela qual eles ainda estão aqui é porque o Deus de Israel não se esqueceu de Sua promessa feita a Abraão, Isaque e Jacó. Em Gênesis 12.3 Ele prometeu a Abraão que “Abençoaria os que o abençoassem”. E esses libaneses preciosos entregaram suas vidas para defender a fronteira norte de Israel de seus maléficos inimigos, e eu creio que Deus anotou tudo isso em Seu livro. Chegou a hora desse remanescente libanês ser recompensado por nosso Deus fiel por terem abençoado Israel, colocando-se sob o mesmo jugo que o povo judeu. Deus deu-lhes uma cidade de refúgio em Israel e agora está lhes trazendo a revelação de Seu Filho, Yeshua, para que também seja Senhor e Salvador deles. Que grande recompensa por terem permanecido firmes em sua decisão de continuar sendo amigos de Israel! Aleluia!

 

E em troca, Israel está colhendo as bênçãos do Senhor através desses libaneses nascidos de novo! Judeus de Nahariya, que foram convidados por alguns vizinhos libaneses para participar dos nossos cultos, estão conhecendo Yeshua, o Messias de Israel! Deus está usando os libaneses cristãos para provocar ciúmes nos judeus!

 

O primeiro judeu que veio para Yeshua na nossa congregação chama-se Ya’acov. Ele foi um dos primeiros combatentes judeus a lutar ao lado de Menachem Begin (que, mais tarde, tornou-se Primeiro Ministro) contra os britânicos na década de 40 para estabelecer o Estado de Israel. No ano passado ele foi convidado por um vizinho libanês para ir à nossa congregação, e lá, ele conheceu o Messias de Israel aos 72 anos de idade! Duas semanas após Ya’acov ter se entregado ao salvador, ele se encontrava sozinho em casa e teve um ataque cardíaco. A última coisa que se lembra antes de sucumbir, foi de ter batido na porta do vizinho e dizer: “Yeshua, eu entrego minha alma em suas mãos”. Ele foi conduzido imediatamente para uma UTI, mas, quando chegou lá, foi declarado clinicamente morto. Depois de várias aplicações de choque, seu coração começou a bater novamente. Por três dias ele permaneceu inconsciente. Quando, no quarto dia ele abriu os olhos, os médicos disseram que aquilo era um milagre. Ele havia voltado, literalmente, dos mortos.

 

Ele me disse mais tarde que, durante aqueles três dias, ele viu Yeshua vestido com vestes brancas, envolto em uma maravilhosa luz. Yeshua tomou sua mão e conduziu-o em um passeio pelo céu. Mostrou-lhe a beleza da Jerusalém celestial onde passaremos a eternidade com Ele. Como era um novo cristão, Ya’acov ainda não tinha lido o livro de Apocalipse, mas, a sua descrição é igual a que se encontra em Apocalipse 21.10-27.

 

“Eu me arrependo de uma coisa...” ele disse. “O que é?” Perguntei-lhe. “Não ter levado uma filmadora para registrar todas as maravilhas da Jerusalém celestial!” Respondeu.

 

Não há dúvidas de que o inimigo tentou se livrar desse irmão precioso, mas o Senhor fez com que tudo cooperasse para o bem dele! Ele saiu de tudo aquilo com mais amor e confiança em Yeshua, sem nenhuma dúvida de que a vida eterna é uma realidade. Na verdade, ele até expressou desapontamento de ter voltado para este planeta. Ele preferia ter ficado lá com Yeshua. Deus preservou-lhe a vida para ser as primícias dos judeus messiânicos na nossa congregação libanesa, uma vez que muitos outros judeus conhecerão Yeshua HaMashiach na cidade de Nahariya. Atualmente temos vários judeus participando dos nossos cultos e meu coração rejubila ao ver os preciosos judeus adorando Yeshua na nossa congregação de libaneses.

 

Outra experiência maravilhosa que aconteceu, também na nossa congregação, foi ver Hassan, um ex-muçulmano fanático libanês, receber Yeshua segurando a mão de Ya’acov e adorando ao Senhor. Isto, para mim, é uma imagem vívida do que significa ser uma nova criatura no Messias (leia Ef. 2.14). Há esperança para esse prolongado conflito no Oriente Médio. A solução só pode ser encontrada em Yeshua; Ele é o Único que pode, de dois, fazer um.

 

 

Venha estudar coosco!!!